Comédia, temperada por um humor afiado e mordaz, QUANDO EU FOR MÃE QUERO AMAR DESSE JEITO tem início com septuagenária D. Dulce Carmona as voltas com a noticia do casamento de seu filho Lauro com uma mulher que ela nem sequer conhece. Contagiado pelos extremos nos quais o mundo capitalista se encontra, o espetáculo revela a luta de D. Dulce Carmona em dar a seu único filho, Lauro, um futuro digno de sua estirpe e, principalmente, de fazer sobreviver o genoma de sua família.

Como um animal ameaçado de extinção, ela reorganiza seus valores morais sob o viés particular de seu desmedido amor maternal e da força brutal de seu desejo de perpetuar-se e de reestruturar a imagem de sua família. Porém, para realizar seus propósitos, D. Dulce terá que se defrontar com uma outra força que, além de tão de obstinada e corroída quanto a sua, é imbuída da ignorância ingênua e dos arroubos da juventude: trata-se da noiva de Lauro. Mas só há lugar para uma mulher nesta casa.